Filme: Intocáveis

18:00


Deixei o melhor post da semana para sexta-feira: nada melhor do que começar o fim de semana com uma indicação de filme, né?

Ainda mais se tratando de Intocáveis, de Éric Toledano e Olivier Nakache.  Esse filme lindo, baseado em uma história real de amizade, estreou em 2011 nas telonas e foi sucesso de bilheteria. Infelizmente, só consegui assistir este ano. Antes tarde do que nunca.


Mas, antes de contar um pouquinho da história e encher vocês de vontade, quero dizer que o filme mexeu muito comigo. Talvez porque em 2011, eu me formei em jornalismo com um trabalho muito especial sobre pessoas com deficiência. Foi um período de muitas emoções - acho que nunca gostei tanto de entrevistar alguém, gente! Esse trabalho com certeza me deu a chance de conversar com pessoas incríveis.

Suspeito que o filme tenha trazido de volta aquele turbilhão de emoções do meu último ano de faculdade. É uma história linda pra divertir e emocionar muito!


Mas, vamos à história! Como sempre, não vou extrapolar nos detalhes pois não quero tirar o prazer da surpresa.


A história se passa na França (olha a Cidade Luz aqui de novo) e tem Driss (Omar Sy) como um dos personagens principais. Ele é um garoto bom, só que inexperiente e cheio de problemas. Uma cilada do destino o coloca dentro da mansão de Philippe (François Cluzet), um aristocrata rico que ficou tetraplégico após sofrer um grave acidente. Naquele dia, Philippe e sua assistente estão entrevistando possíveis candidatos para o cargo de cuidador. Encantado pela espontaneidade de Driss, Philippe decide contratá-lo, sem suspeitar das surpresas que essa decisão lhe trará.


No começo, Driss encontra um pouco de dificuldade, afinal, sua função exige muita responsabilidade e preparo. Porém, sua maneira divertida e simples de enxergar a vida conquistam a afeição e o carinho de Philippe: do trabalho meticuloso e cheio de regras, nasce uma grande e verdadeira amizade.


Esse post ficaria imenso se eu fosse abordar cada detalhe que me fez amar este filme! Mas acho que posso me atrever e resumir um pouquinho: história belíssima, personagens fortes e com muita personalidade, e detalhes que fazem a gente voltar a amar e ter fé nas pessoas.

Portanto, se você ainda não sabe o que assistir neste fim de semana, recomendo muito! Prepare a pipoca e o refri, mas não esqueça do lencinho. Tenho certeza de que ele vai mexer com você, tanto quanto mexeu comigo.





Veja também:

5 comentário[s]

  1. Depois dessa resenha fiquei morrendo de vontade de ver. Adorei a indicação!

    Beijoos

    ResponderExcluir
  2. Oi Mari!! Quando esse filme passou no cinema eu não dei muita bola, só depois lendo alguns comentários que a vontade de assistir apareceu, e lendo a sua postagem, essa vontade só aumentou!

    (ahh adorei o post com os produtos da Turma da Mônica Toy, quanta fofura! Vontade de ter tudo!)

    Beijo!!

    ResponderExcluir
  3. Maravilhoso! Recomendo demais também!

    ResponderExcluir
  4. Eu AMO esse filme, é muito bom, né? Acertou em indicar esse filme, as pessoas têm que conhecer mesmo!
    Beijos
    http://www.gemeasescritoras.com/

    ResponderExcluir
  5. Um dos meus filmes favoritos, sem dúvida!
    A história é maravilhosa e só de lembrar um pouco já me emociono. É demais!!
    Indicação perfeita (:

    ResponderExcluir