5 razões para assistir I'll Sleep When I'm Dead agora

19:56



Quem me acompanha aqui no blog já sabe: eu sou apaixonada pelo Steve Aoki! Já assisti a duas apresentações dele aqui no Brasil, acompanho tudo o que posso sobre sua carreira e tô sempre ligada em suas redes sociais. Então, obviamente, quando fiquei sabendo do documentário sobre sua vida e carreira, tive um surto! Passei os últimos dias contando cada segundinho pra assistir o doc - que, a propósito, foi produzido pela equipe maravilhosa da Netflix.


Essa obra estreou hoje e claro que me rendeu um post. Mesmo sendo extremamente difícil, eu tô tentando deixar um pouco do meu fanatismo de lado pra focar do documentário, que é realmente maravilhoso. Então, pega a pipoca, que eu vou citar as razões pelas quais você precisa reservar 1h19 do seu tempo pra assistir ao doc. Vem comigo que vai valer à pena.

1. O documentário é uma breve e bonita leitura da história de vida do Steve, e da relação dele com o pai


Rocky Aoki, o pai do Steve, foi o fundador de uma das principais redes de comida japonesa e Cozinha Teppanyaki, a Benihana (inclusive, há uma unidade aqui no Brasil, lá no Jardim Europa). Empresário e com um primeiro casamento não tão bem sucedido, sempre manteve uma relação complicada com os filhos, e acabou se transformando em um pai não muito presente. A produção do doc soube fazer uma leitura linda dessa história, da relação do Steve com o pai e como isso impactou em sua vida. É de emocionar até mesmo quem não é fã!

2. É incrível de ver como ele lutou e trabalhou pra chegar onde ele está


Muita gente que vê o cara lá no palco, tacando bolo e champagne na galera, nem imagina os perrengues pelos quais ele teve que passar até chegar no auge. Com uma montagem impecável, a série conseguiu reconstruir cada pedacinho da carreira do Steve, mostrar o início da Dim Mak (a gravadora dele), os problemas que ele enfrentou e também as primeiras conquistas.

3. Tá cheio de artista bacana!


O documentário conta com várias participações incríveis e uma série de depoimentos: Diplo, Afrojack, Travis Barker (Blink 182), Will.i.am, são só alguns dos nomes.

4. A gente fica besta com o quanto esse cara trabalha!


O cara é uma máquina de fazer shows e quase não pára em casa. Só para setembro deste ano já são 13 shows marcados! No documentário, enquanto a gente assiste, rola até uma aflição só de pensar na quantidade de vôos, viagens e horas de sono não dormidas - agora ceis entendem o nome desse doc?

5. Trilha sonora e cenas incríveis


´
E claro, em um doc sobre Steve Aoki não podia faltar muita música, bolo e vários registros de sua rotina maluca. Se você sempre quis saber o que rola nos bastidores e como ele se prepara antes dos shows, vale muito à pena. Quem é fã não pode deixar de assistir!

Como mencionei lá em cima, o documentário já tá prontinho e disponível lá na Netflix. Eu amei e vou assistir de novo (hahaha) e vocês? Quem aqui ficou pelo menos curioso?

Veja também:

0 comentário[s]