Breve manual da dona de casa: tudo o que você precisa saber sobre geladeira inverse

Oi gente! Hoje eu trago pra vocês o primeiro post da mais nova série aqui do blog. Pra quem não tem ideia do que eu tô falando, eu explico: na semana passada, anunciei minhas intenções de estrear um projetinho novo por aqui: uma série bem divertida e recheada dicas, feita para que eu possa compartilhar com vocês um pouco da minha rotina como dona de casa. A ideia surgiu há algum tempo, mas só agora achei o momento propício.  Já vou avisando: a intenção aqui não é, de forma nenhuma, ditar regras sobre como ser uma dona de casa perfeita. Mas sim, dividir minhas impressões, trapalhadas, e opinião, para que possamos conquistar juntas uma rotina mais leve e descomplicada.

Então, para abrir a série, hoje eu resolvi falar sobre geladeiras. Eu sei que vocês devem estar se perguntando se eu não deveria começar pelo dia em que me mudei pra cá, ou sobre as minhas primeiras dificuldades aqui no apê... mas e eu vou responder: não mesmo!

O que pouca gente sabe é que minha vida de dona de casa começou muito antes de eu colocar os meus pézinhos aqui em São Paulo. Na verdade, tudo teve início com a minha lista de casamento. E esse é um dos momentos mais divertidos e também mais delicados da vida de uma noiva. Porque, se por um lado é bem legal escolher o que a gente quer ganhar, por outro, a gente fica na dúvida se o que tá escolhendo é caro demais pra uma lista de presentes - acho que quem já passou por isso, me entende.

Então, fazer a lista não foi muito tão tranquilo, porque eu sou o tipo de pessoa que se preocupa bastante com o outro. E quando o Di cismou, logo de cara, com um item bem específico da loja, a coisa ficou bem tensa entre a gente.

Ele queria uma geladeira inverse, dessas com design modernão e invertido. E eu, uma coisa mais simples. Então, claro, fui contra a ideia de início. Achava ela grandona e muito confusa - pra quem não sabe,  o congelador fica na parte debaixo, o que pode ser um pouco... esquisito. Mas ele gostou tanto, mas tanto, que colocou mesmo assim na lista, e nós acabamos ganhando de presente da minha madrinha.

Eu não fiquei muito contente, não. Mas, depois de algum tempo, o eletrodoméstico da discórdia se tornou um parceirão aqui em casa. Então, resolvi falar sobre as coisas que mais gosto nesse equipamento: 3 curiosidades que vocês precisam saber.


É verdade sim: ela é mais cara do que os refrigeradores comuns. Porém, algumas coisas que esse modelo oferece são bem legais! Só o fato da gente não precisar abaixar pra pegar uma fruta já faz dela um investimento bacana - acredite, porque é real!

Eu preciso compartilhar com vocês: eu apanhei muito no início até me acostumar com o congelador na parte debaixo. Também... passei a vida inteira abrindo e fechando a geladeira da minha mãe, que não é invertida. Hahaha! No começo, a gente se confunde, abre a gaveta errada, e se não prestar atenção, até guarda coisas onde não deve - olha o perigo! Mas é tipo carro automático, sabe? Depois que a gente se acostuma, começa a achar o modelo convencional bem complicado. Por isso, aqui vão alguns porquês que fazem da geladeira inverse um item bem legal pra ter na sua cozinha - dá pra depois ir até namorando alguns modelos aqui.

1. Organização e funcionalidade


Uma coisa legal é a funcionalidade. Como eu disse, a gente não precisa ferrar a coluna para apanhar uma maçã: nesse modelo, ela fica ao alcance dos olhos, junto de tudo aquilo que a gente costuma usar com frequência, como embutidos, outras frutas, legumes e verduras, conservas e tupperware - porque geladeira de dona de casa tem que ter potinho! Hahaha!

Já na parte debaixo, ficam os alimentos congelados e tudo aquilo que a gente não usa todos os dias. Eu custei a aprender mas, hoje em dia, tenho que admitir: é bem mais fácil.

2. Mais espaço


Minha geladeira é beeeem espaçosa - não só na largura, mas em profundidade também. E isso me ajuda bastante já que eu faço compra de mês. Consigo armazenar tudinho sem nenhum stress. Mais um ponto pra ela!

3. Várias funções


Eu nunca mais tive problemas em gelar a bebida. Tudo por causa das funções Turbo Freezer, Smart Bar e Turbo Gelo. O resultado disso é que as bebidas aqui em casa ficam geladinhas bem rápido. Quando tem churrasco ou festa, isso ajuda muito!

No final das contas, apesar do preço um pouco mais elevado, eu acho que ela vale bastante à pena pra quem pode investir um pouquinho mais. Até porque, esse é aquele típico produto que vai durar anos e anos. Então, sim, vale à pena considerar essa opção se você tá pensando em ter sua própria casinha.

E vocês, o que acham? Gostam desse design invertido?


Veja também:

0 comentário(s)

Instagram Images